Sem imposto, poupança tem suas vantagens

A poupança já foi muito criticada durante a história, mas o fato é que, como não há incidência de imposto de renda nem taxas, muitas vezes sua rentabilidade acaba sendo maior do que a de outras aplicações de renda fixa. A queda dos juros tem mostrado aos investidores que a tributação tem um custo alto, e talvez seja esta a razão por que o valor dos depósitos em poupança cresceu de R$ 420 bilhões em dezembro para R$ 449 bilhões em junho, segundo o Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

LEIA TAMBÉM:

- A roda-viva da economia

-  As remotas origens de um novo ciclo

No site Dinheirama.com, o consultor financeiro Conrado Navarro explica que, para aplicações de curto prazo, compra de bens à vista e fundo de reservas para emergência, a poupança continua sendo uma ótima opção. Confira o que levar em conta ao aplicar:

ü  Para que fundos de renda fixa se tornem mais atraentes do que a poupança será preciso que as taxas de administração cobradas diminuam, tendo que ser de até no máximo 1,5% ao ano no caso da Selic estar na faixa dos 8%. Vale lembrar que o imposto de renda nestes fundos pode variar de 15% a 20% ao ano, sendo que o imposto é cobrado semestralmente de forma automática.

ü  CDBs também terão de pagar melhor o investidor no caso da Selic estar entre 8% e 10% ao ano. Para que valham a pena, ao menos 95% do CDI (Certificados de Depósito Interbancário, que servem para a transferência de recursos de uma instituição financeira para outra).

O imposto de renda cobrado nos investimentos deve ser levado em conta antes de optar por uma ou outra. No caso de títulos públicos, outra alternativa para o investidor conservador, o IR pode variar entre 15% e 22,5% ao ano dependendo do tempo de aplicação, o que pode comer boa parte do ganho.

 

PDF Creator    Enviar artigo em PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>